Observações da energia escura catalogam 700 milhões de corpos celestes

O objetivo final é entender a taxa de expansão acelerada do Universo e o fenômeno da energia escura, responsável por essa expansão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *