Sem margem para errar, São Paulo recebe Inter para manter liderança do Brasileiro

Sem margem para cometer mais erros depois de perder a “gordura” na liderança do Campeonato Brasileiro ao amargar uma sequência de três partidas sem vitória, o São Paulo faz o jogo mais importante dos últimos meses nesta quarta-feira. O time tricolor recebe o Internacional no Morumbi, no duelo que vale a primeira colocação da competição, pela 31ª rodada.

Depois de abrir sete pontos à frente do segundo colocado no Brasileirão, o São Paulo caiu de rendimento, vem de duas derrotas e um empate e viu a vantagem desabar para apenas um ponto em relação ao adversário desta quarta. A equipe do técnico Fernando Diniz é líder com 57 pontos e precisa voltar a triunfar para manter a ponta e amenizar o clima ruim.

Nos cálculos do matemático Tristão Garcia, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), o São Paulo tem 43% de chances de ser campeão. Já o Inter viu as suas chances aumentarem para 27%.

Pressionado, Diniz tentou descartar o caráter de decisão do confronto no Morumbi. “Decisão tem sido todos os jogos no campeonato, você vai somando ponto para poder ser campeão. É assim que encaramos desde que começou. Mas não vai terminar o campeonato na quarta-feira, qualquer que seja o resultado”, avaliou.

O fato é que a partida tem, sim, peso de decisão e é determinante para a equipe retomar a confiança na briga pelo título, tanto que o presidente Julio Casares e o coordenador de futebol, Muricy Ramalho, se reuniram com o elenco antes do treino de terça, que encerrou a preparação no CT da Barra Funda.

A intenção do bate-papo era dar apoio aos jogadores e comissão técnica após os resultados negativos, que vieram também com atuações ruins. Casares e Muricy estiveram ao lado diretores Raí, Carlos Belmonte e Chapecó.

Em busca da reação, o São Paulo deve ter a volta do atacante Luciano, que fez muita falta nos quatro últimos jogos em que não pode atuar devido a uma inflamação na perna esquerda. Sem a presença de seu vice-artilheiro na temporada, com 15 gols, o time não venceu nenhum desses quatro duelos. O atacante deve retornar para fazer a dupla goleadora com Brenner. Com isso, Tchê Tchê vai para o banco de reservas.

Os desfalques certos são o zagueiro Arboleda, suspenso pelo acúmulo de cartões amarelos, e o meio-campista Hernanes, que permanece em isolamento após testar positivo para a covid-19 no fim de semana. Léo e Diego Costa disputam a vaga na zaga. Juanfran, que saiu com dores no braço esquerdo contra o Athletico-PR, não deve ser problema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *