Peru pede que Conmebol adie reinício de eliminatórias por falta de treinos na pandemia

LIMA (Reuters) – O técnico da seleção peruana de futebol, Ricardo Gareca, pediu nesta sexta-feira à Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) que adie o reinício da eliminatória da Copa do Mundo do Catar de 2022, agendada para março, ante a falta de treinos das seleções devido às restrições causadas pela pandemia de coronavírus.

Em uma coletiva de imprensa virtual, o argentino Gareca se mostrou furioso com o atraso dos treinamentos devido às medidas recentes adotadas no Peru para frear o avanço da Covid-19, que considerou muito necessárias, mas também extremas por coibirem os treinos de futebol.

“A Conmebol tem que fazer com que todas as seleções estejam parelhas, senão tudo começa a se distorcer. É algo que se tem que começar a considerar”, afirmou Gareca em Buenos Aires, para onde viajou no final de janeiro, antes do retorno de uma quarentena focalizada no país durante duas semanas de fevereiro.

O registro de casos de coronavírus aumentou no Peru desde o início do ano e o governo decretou uma quarentena focalizada, proibindo a circulação de pessoas e a operação de centros comerciais e permitindo somente o funcionamento de algumas indústrias e a venda de produtos básicos.

As dez seleções da Conmebol retomarão no próximo mês seus compromissos para as eliminatórias da Copa, e o Peru enfrentará a Bolívia em La Paz e a Venezuela em Lima nos dias 25 e 30 de março, respectivamente.

A seleção peruana teve um começo ruim e é a penúltima da tabela com somente um ponto, assim como a Bolívia.

(Por Marco Aquino)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *