Desgastado, Palmeiras pega o Ceará e quer deixar elenco no ápice de olho em final

O futebol se tornou quase uma ciência exata para o Palmeiras nesta temporada. Há cinco meses sem ter uma semana de folga e com uma sequência intensa de compromissos, a equipe enfrenta o Ceará, neste domingo, às 16h, pelo Campeonato Brasileiro, preocupada em já substituir no segundo tempo alguns atletas potencialmente mais desgastados e não perder ninguém para a final da Copa Libertadores, daqui a seis dias, no Maracanã.

A comissão técnica tem utilizado planilhas com o tempo em campo de cada um dos jogadores para decidir quando um atleta mais desgastado terá de sair e dar lugar a outro. As substituições planejadas antes mesmo do começo da partida são uma forma de evitar lesões e também de fazer com que todos os jogadores possam estar nas mesmas condições para a decisão contra o Santos.

Por isso, no Castelão quem deve ganhar chance são jogadores que acabaram de se recuperar de lesão e que precisam retomar a forma ideal. Os últimos dias os trabalhos na Academia de Futebol foram em ritmo forte para recuperar principalmente três atletas.

O zagueiro Gustavo Gómez se curou de uma lesão na virilha esquerda e voltou a treinar com bola na sexta-feira. O meia Patrick de Paula e o atacante Gabriel Veron sofreram lesões musculares semanas atrás diante do Sport, estão liberados e são outros nomes que podem ganhar chance.

“Tem sido um trabalho tremendo de gerir não só o resultado, mas também o tempo de jogo dos atletas”, disse Abel Ferreira. “Temos vários lesionados, fruto da intensidade e dos jogos constantes que temos. Isso me obriga a pensar no tempo de jogo e nas substituições. Não há outra forma, com um plantel tão reduzido”, completou.

O jogo no Castelão é a penúltima chance para o Palmeiras conseguir recuperar os jogadores antes da grande final contra o Santos. O time ainda tem compromisso diante do Vasco, na terça-feira, mas o foco contra a equipe carioca deverá ser em escalar os reservas.

Por isso, contra o Ceará a proposta será de optar por quem precisa de mais tempo dentro de campo para atingir o ápice da condição física para a final do próximo sábado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *