Voto, lei seca e violência: relembre todos os temas da redação do Enem

O tema da redação é um dos itens mais aguardados entre os 5,7 milhões de inscritos no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), que começa no próximo domingo (17). A ansiedade, no entanto, é justificável. A nota do texto, que vai de zero a 1.000, é fundamental para aqueles que buscam no exame uma porta de entrada para universidades públicas e privadas de todo o país.

De 1998, quando a prova foi criada, a 2019, as propostas de redação transitaram por diferentes momentos e perspectivas da realidade mundial. Em 2005, por exemplo, o Inep propôs uma reflexão sobre o trabalho infantil. Já em 2015, a persistência da violência contra a mulher no Brasil. Enquanto o grande dia não chega, relembre todos os temas do Enem! 

1998 – Viver e Aprender. À época, a proposta de redação trazia um trecho da canção O Que É O Que É?, de Gonzaguinha

1999 – Cidadania e participação social

Veja: Portões vão abrir meia hora antes para evitar aglomeração

2000 – Direitos da criança e do adolescente: como enfrentar esse desafio nacional

2001 – Desenvolvimento e preservação ambiental: como conciliar interesses em conflito?

Leia: Confira estratégias para estudar nesta reta final antes do Enem

2002 – O direito de votar: como fazer dessa conquista um meio para promover as transformações sociais que o Brasil necessita?

2003 – A violência na sociedade brasileira: como mudar as regras desse jogo?

2004 – Como garantir a liberdade de informação e evitar abusos nos meios de comunicação

Veja: Cinco temas de redação que podem cair no Enem 2020

2005 – O trabalho infantil na realidade brasileira

2006 – O poder de transformação da leitura

2007 – O desafio de se conviver com a diferença

2008 – Como preservar a floresta Amazônica

2009 – O indivíduo frente à ética nacional. Naquele ano, houve o vazamento da prova e, por isso, o exame contou com dois temas. O primeiro, que acabou sendo cancelado, foi a “Valorização do idoso”. Vale lembrar, no entanto, o Exame Nacional do Ensino Médio será impresso este ano na mesma gráfica onde a prova foi roubada

Veja também: Enem 2020 será impresso em gráfica onde prova vazou em 2009

2010 – O trabalho na construção da dignidade humana. Entretanto, por conta de erros na impressão do Enem daquele ano, alguns candidatos refizeram a prova. À época, o Inep ofereceu uma outra opção de tema para a redação, que foi: “Ajuda humanitária”

2011 – Viver em rede no século XXI: os limites entre o público e o privado

2012 – O movimento imigratório para o Brasil no século XXI

2013 – Efeitos da implantação da Lei Seca no Brasil

2014 – Publicidade infantil em questão no Brasil

2015 – A persistência da violência contra a mulher no Brasil

2016 – O primeiro tema foi “Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil”. Na segunda data de aplicação, foi “Caminhos para combater o racismo no Brasil”

2017 – Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil. Já na segunda aplicação do exame, o Inep escolheu o seguinte tema: Consequências da busca por padrões de beleza idealizados

Relembre: ‘Formação educacional de surdos’ é o tema da redação do Enem 2017

2018 – Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet. Em meio à onda de fake news (notícia falsa, em inglês) nas redes sociais, os organizados da prova optaram por dissecar o assunto. A edição contou com cerca de 5,5 milhões de candidatos em todo o país 
 

2019 – Democratização do acesso ao cinema no Brasil. À época, Maria Catarina Bozio, coordenadora de Redação do Poliedro, disse, em conversa com o R7, que o tema não foi uma surpresa. “Bastante específico, por restringir a questão da cultura apenas ao cinema. É um assunto que pode ser fácil para o aluno desenvolver, já que é próximo dos candidatos. Eles são os grandes usuários de serviços de streaming de vídeos e mesmo do cinema tradicional”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *