O caso do cantor Tiee e o que ninguém fala sobre ser amante

A estudante de odontologia, Ingrid Freitas, conhecida como a ex-amante do cantor Tiee, revelou em suas redes sociais um print de suas conversas com o sambista, onde ele a ameaça caso ela revelasse o caso entre eles. 

Na imagem, Tiee afirma que se ela divulgasse qualquer coisa sobre o relacionamento extraconjugal, ele compartilharia fotos dela nua.

Ex amante do cantor Tiee quebra silêncio e expõe mensagens de ameaça do cantor

Ex amante do cantor Tiee quebra silêncio e expõe mensagens de ameaça do cantor
Reprodução / Instagram

Em entrevista, a jovem também afirmou que o cantor chegou a negar ser casado. “Ele sempre falava que era solteiro. Dizia que não tinha nada com ela (esposa), que ela tinha virado uma amiga e que estava em processo de ir pra outra casa, que ela só era a mãe dos filhos dele”.

Até agora Tiee não se manifestou a respeito dessas acusações.

Mas, essa notícia me fez pensar no “outro lado da moeda”: o que faz alguém se submeter a ser amante?

Todos os especialistas que conversei foram enfáticos ao afirmar que a carência afetiva é um dos motivos que fazem uma pessoa se envolver com alguém casado ou que esteja comprometido em um namoro ou noivado.

Normalmente a pessoa cria a ilusão de que o outro é infeliz no casamento e que a ama. E, assim, a pessoa acaba participando da destruição de uma família e dela mesma.

Porque o que ninguém fala é que quem aceita viver essa situação é porque não tem o mínimo de amor próprio e, quem não se ama, como consegue amar o outro?

Ilusão que gera infelicidade

Segundo o dicionário Michaelis da Língua Portuguesa traição significa “quebra de fidelidade prometida e empenhada”. Costumo falar que quem trai o parceiro é capaz de trair qualquer outra pessoa. Porque se alguém é capaz de desrespeitar aquela pessoa para quem empenhou sua palavra e seu compromisso de fidelidade, que divide a cama, a vida, os sonhos, imagina só o que pode fazer em outros tipos de relacionamentos, como profissionais, amizades, familiares?

Além disso, a base de um relacionamento de dois amantes é a mentira, não tem como o amor sobreviver assim. Então, dificilmente um relacionamento que começa com uma traição tem futuro. Normalmente, o ciclo se repete e a infelicidade ganha espaço.

É preciso se amar para deixar de ser o outro ou a outra definitivamente

É preciso se amar para deixar de ser o outro ou a outra definitivamente
Reprodução

Ser amante é tão ruim que me arrisco a dizer que a maioria quer abandonar essa vida, mas não consegue fazer isso sozinho. Alguns até acreditam que, se erraram uma vez, terão que carregar esse peso para sempre, o que não é verdade.

Aprender a se valorizar

Hoje em dia, o sofrimento do outro é desvalorizado e o prazer individual, colocado em primeiro plano. Por isso, os valores éticos e morais são decisivos para mudar essa realidade.

A emoção faz que a pessoa aja por impulso e pense no sentimento do momento. E pessoas que não controlam seus impulsos estão sempre a ponto de cometer atitudes que trarão arrependimento.

Mas, do outro lado, há a razão. Agir com a razão é pensar no amanhã, nas consequências de uma decisão. Somente a razão consegue colocar um freio na emoção.

A vida é feita de escolhas e em cada delas há um duelo entre razão e emoção. Por isso, o melhor caminho para mudar a realidade de ser amante de alguém é conquistar inteligência emocional, para aprender a se valorizar, a se amar para, assim, mudar de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *