Chilenos protestam após artista de rua ser morto pela polícia 

A cidade chilena de Panguipulli, a 800 quilômetros da capital Santiago, foi tomada por protestos neste fim de semana após um malabaristas ser morto com tiros à queima roupa durante uma abordagem policial na sexta-feira (5)

Francisco Martínez, de 27 anos, se recusou a entregar seus documentos aos policiais e foi alvo de diversos disparos diante de todos que estavam no centro da cidade

O jovem morreu na hora com tiros que atingiram seu peito e seus pés

Os manifestantes atacaram diversos prédios públicos, como a sede da prefeitura que foi incendiada

Para tentar conter os protestos, foi decretado toque de recolher em Panguipulli na noite de sábado (6)

A polícia local justificou a ação dizendo que a vida do agente estava em risco e foi necessário fazer os disparos em legítima defesa. O agente responsabilizado pela morte do malabarista está detido

Na internet, pessoas no mundo todo se solidarizaram com a morte de Francisco e cobraram das autoridades chilenas uma nova postura da polícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *