A falta de tempo: uma nova forma de “pobreza” que nos atinge

A pobreza de tempo existe. A jornada de trabalho e a forma como a sociedade se articula geram uma falta endêmica de qualidade de vida, de lazer e de vínculo com as pessoas que amamos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *